A SIC foi à escola conhecer o MUDARTE

O bullying e o ciberbulying, o racismo, a violência no namoro, a homofobia: são problemas com que, cada vez mais, os jovens se confrontam e para os quais precisam encontrar soluções para os resolver de forma pacífica. O Projeto Mudarte, implementado pela Associação Helpo, vai às escolas “dar palco à violência e a SIC foi espreitar como se faz. Reportagem emitida na rubrica Janela de Esperança, no Primeiro Jornal da SIC, no dia 25/07/2022.

Crianças deslocadas de Cabo Delgado em livro infantil da Helpo

“A Aldeia que os Monstros Engoliram” é o título do livro infantojuvenil, com texto de Maria João Venâncio e ilustrações de Luís Cardoso, que aborda o drama vivido pelas crianças deslocadas de Cabo Delgado. O livro conta a história de Suzi, uma menina de 10 anos que se viu obrigada a fugir de casa, em Cabo Delgado, no norte de Moçambique, e caminhar centenas de quilómetros para escapar aos “monstros” que atacaram a sua aldeia, na esperança de chegar a um lugar seguro. “Este livro traz-nos um olhar desassombrado, terno e solidário sobre as muitas provações enfrentadas pelas crianças moçambicanas”, refere o Secretário-Geral da ONU, Eng. António Guterres, que assina o prefácio. Graças ao financiamento da GALP e apoio do Camões I.P., este livro reverte, na totalidade, para os projetos implementados pela Helpo. Pode adquirir este livro diretamente com a Helpo.

A campanha que vai pôr toda a gente a cantar

Ana Bacalhau, Sónia Tavares, Selma Uamusse, Tatanka, Inês Lopes Gonçalves, Samuel Úria, Gil Do Carmo, Marta Hugon, Lavoisier, Silk, Milton Gulli e Joaquim Albergaria juntam-se à campanha de consignação de IRS da Helpo e dão voz à canção “Decore a letra deste número". Este ano, na hora de preencher a declaração de IRS, não queremos que haja dúvidas ou falhas de memória, 507 136 845 é o número a escrever na 2.ª alínea do quadro 11. “507 136 845 / É fácil e sem papéis / Ajude a Helpo nesta missão / Não há futuro sem educação” é o refrão da canção orelhuda, criada de raiz para a Helpo pelo músico Quim Albergaria, para que todos a possam cantarolar. Ponha o som no máximo e ouça a música que vai ajudar milhares de crianças a estudar em Moçambique e São Tomé e Príncipe.

https://www.rtp.pt/play/p10055/helpo-ruinas-do-rio

Ruínas do Rio

Há 3 anos, o ciclone tropical Idai atingiu o centro de Moçambique e chegou à pequena localidade de Dombe. Centenas de pessoas morreram e a maioria viu suas casas e parte das suas vidas serem arrastadas pela água. O régulo Zichau, a velha Rainha, a jovem Joana, mãe de 3 filhos, e Hélia, a nutricionista da ONGD Helpo, são 4 moradores de Dombe que viram as suas vidas “inundadas” depois do rio ter voltado à terra que já foi sua. Mas, afinal, quem é Djuzo e porquê tamanho castigo? Ruínas do Rio é um poema em forma de filme, que presta homenagem às vidas desse lugar encantado, onde as árvores dialogam com as pessoas e o rio ecoa o canto antigo da sereia. O filme ilustra a extraordinária contemporaneidade de sociedades tradicionais, ainda vistas como arcaicas, mas que sempre defenderam conceitos que hoje algumas das vozes mais progressistas da ciência e da filosofia retomaram, como a urgência de dialogar com todas as formas de vida que nos rodeiam, por forma a reequilibrar e salvar o planeta. Este filme, realizado pela moçambicana Yara Costa, é um relato das histórias de coragem e superação de sobreviventes do Idai, na região de Dombe, província de Manica, onde a Helpo constituiu a Missão de Emergência para o apoio às populações afetadas pelo ciclone.

Reportagem RTP com a Helpo em Cabo Delgado: inauguração de 6 salas de aula

Pedro Martins, o correspondente da RTP em Moçambique, acompanhou a visita do Embaixador de Portugal em Moçambique, Costa Moura, que inaugurou 6 salas de aula e a exposição Escola do Caminho Longo, iniciativas da Helpo em Pemba, capital da província de Cabo Delgado. Veja aqui a emoção das crianças e jovens deslocados ao visitarem a exposição onde são protagonistas.